Hiperplasia Prostática Benigna (Aumento da próstata) | Dr. Gustavo Battistetti

Sistema Urinário

Hiperplasia Prostática Benigna (Aumento da próstata)

A hiperplasia prostática benigna (HPB) é o termo médico para descrever uma próstata aumentada, uma condição que pode levar o homem a ter sintomas urinários.

A HPB é comum em homens com mais de 50 anos. Não é câncer e geralmente não é uma séria ameaça à saúde.

Muitos homens temem que ter uma próstata aumentada signifique um risco aumentado de desenvolver câncer de próstata. Este não é o caso.

O risco de câncer de próstata não é maior para homens com próstata aumentada do que para homens com próstata de tamanho normal para a idade.


Sintomas de uma próstata aumentada.

A próstata é uma pequena glândula, localizada na pelve, entre o pênis e a bexiga.

Quando a próstata aumenta, ela pode pressionar a bexiga e a uretra, que é o canal por onde passa a urina.

Isso pode afetar a forma com que o homem faz xixi e podendo causar:

1) Dificuldade em começar a fazer xixi

2) Jato (fluxo) urinário fino e fraco.

3) Ardência ao urinar.

4) O jato da urina corta repetidas vezes enquanto faz xixi (stop-start)

5) Necessidade frequente de fazer xixi.

6) Acordar várias vezes durante a noite para fazer xixi.

7) Dificuldade em esvaziar completamente a bexiga

8) Sensação de urgência para fazer xixi e ao chegar ao banheiro urina pouco.

9) Vazamento acidental de urina (incontinência urinária)

Assista a explicação

Em alguns homens, os sintomas são leves e não precisam de tratamento. Em outros, eles podem ser muito problemáticos.


Quando procurar aconselhamento médico

Consulte um urologista se você tiver algum dos sintomas de uma próstata aumentada.

Mesmo que os sintomas sejam leves, eles podem ser causados ​​por uma condição que precisa ser investigada.

Qualquer sangue na urina (hematúria) deve ser investigado por um urologista para descartar outras condições mais graves.


Causas do aumento benigno da próstata

A causa do aumento da próstata é desconhecida, mas acredita-se que esteja ligada a alterações hormonais à medida que o homem envelhece.

O equilíbrio de hormônios em seu corpo muda à medida que você envelhece e isso pode causar o crescimento da próstata.


Diagnóstico de HPB

O diagnóstico de HPB é suspeitado através do início de sintomas típicos em um paciente com idade propícia.

Alguns testes podem ser necessários para descartar outras condições que causam sintomas semelhantes ao HPB como prostatite, litíases e até câncer como o de bexiga e o de próstata.

A avaliação do açúcar no sangue (glicemia de jejum) é um exame simples porém muito importante para descartar que a Diabetes seja o responsável pelo aumento da frequência urinária.


Tratamento de HPB

O tratamento para uma próstata aumentada dependerá da intensidade dos sintomas e das possíveis complicações.

Se você tem sintomas leves, geralmente não precisa de tratamento imediato, mas deve ser acompanhado realizando exames regulares.

Aconselha-se alterações no estilo de vida como:

1) Beber menos álcool, cafeína e refrigerantes (essas bebidas podem irritar a bexiga e piorar os sintomas)

2) Limitar ingestão de condimentos e pimentas.

3) Diminuir o tabagismo.

4) Praticar atividade física regularmente

5) Beber menos líquido a noite (Tente reduzir a quantidade de líquidos que você bebe a noite e evite beber qualquer coisa por 2 horas antes de se deitar. Isso pode ajudar a evitar acordar durante a noite)

Medicamentos para reduzir o tamanho da próstata e relaxar a musculatura lisa da próstata, da uretra e do colo da bexiga podem ser recomendados em pacientes com sintomas moderados a graves.


Quais os medicamentos disponíveis para tratamento da HPB?

> Alfa-Bloqueadores.
Os bloqueadores alfa relaxam a musculatura da próstata e da base da bexiga facilitando o ato de fazer xixi. Os bloqueadores alfa mais usados ​​são a tamsulosina e a doxazosina.

>Anticolinérgicos
Os anticolinérgicos relaxam o músculo da bexiga se estiver hiperativo.

>Inibidores da 5-alfa redutase
Inibidores da 5-alfa redutase ajudam a diminuir o tamanho da próstata. A finasterida e a dutasterida são os dois inibidores da 5-alfa redutase disponíveis.

> Inibidores da fosfodiestersase.
Essa classe de medicamento inicialmente usada para tratamento da disfunção erétil (impotência sexual) demonstrou-se eficaz na melhora dos sintomas da HPB. A tadalafila 5mg pode ser utilizado em pacientes com sintomas leve e moderados que também queixam-se de disfunção erétil.

> Fitoterápicos
Existem alguns fitoterápicos como o Saw Palmetto (Serenoa repens) que são muito utilizados no tratamento da HPB, porem não tem eficácia comprovada. Além disso podem causar efeitos colaterais ou interagir com outros medicamentos.

capa-SUPLEMENTOS 2

Leia mais:

Suplementos disponíveis no mercado destinados á saúde masculina


Quando a cirurgia é necessário?

A cirurgia geralmente é recomendada para pacientes com sintomas moderados a graves que não responderam aos medicamento e em casos de complicações.


Complicações da HPB

Em alguns casos, o aumento da próstata pode levar a complicações como:

1) Infecção do trato urinário (ITU)
2) Retenção urinária aguda (RUA) é quando a obstrução chega ao ponto de impedir completamente a passagem da urina sendo necessário uma sonda para esvaziar a bexiga.
3) Deterioração da função renal.
4) Formação de pedras na bexiga.
5) Divertículos vesicais (bolsinhas que se formam na parede da bexiga devido ao aumento da pressão intravesical)


Cirurgias

Existe uma variedade de cirurgias e procedimentos para tratar HPB. Cada um com sua indicação específica dependendo de cada caso.

Os principais, e também considerados padrão ouro no tratamento da HPB, são a RTU-P (Ressecção Trans-Uretral da Próstata) e a Prostatectomia Aberta.

1. RTU-P:
Ressecação endoscópica da próstata, veja sobre o procedimento aqui. O procedimento é realizado totalmente pela uretra (canal da urina), sem cortes. Geralmente é indicado para próstatas não tão grandes (até +- 80g)

2. Prostatectomia Aberta: O tecido prostático é removida através de um corte na parte inferior da barriga. É indicado para homens com próstata maior que 80g.


Procure sempre um especialista para esclarecer todas as suas dúvidas, e um urologista poderá te orientar da melhor forma.

#Compartilhe essa informação para ajudar mais pessoas.

Dr. Gustavo Battistetti

Formado na faculdade de medicina da universidade federal do Mato Grosso do sul Residencia em cirurgia geral na santa casa de misericórdia de Campo Grande Residencia de urologia na santa casa de misericórdia de campo grande Titulo de especialista pela sociedade brasileira de urologia (TiSBU).

Gustavo Battistetti - Doctoralia.com.br