Câncer de próstata | Dr. Gustavo Battistetti

Sistema Reprodutor

Câncer de próstata

Câncer de próstata

O câncer de próstata é o câncer mais comum entre homens. Geralmente se desenvolve lentamente, então pode não haver sinais por muitos anos.


Sintomas do câncer de próstata

Os sintomas do câncer de próstata geralmente não aparecem até que seja grande o suficiente para afetar o canal que transporta a urina da bexiga para o pênis (uretra).

Quando isso acontece, você pode notar coisas como:

● Aumento da frequência da vontade de urinar.
● Esforço para urinar.
● Sensação de que sua bexiga não foi totalmente esvaziada

Esses sintomas não devem ser ignorados, mas não significam que você tenha câncer de próstata.

É mais provável que sejam causados ​​por outra coisa, como aumento benigno da próstata.

Saiba mais sobre sintomas do câncer de próstata


O que é a próstata?

A próstata é uma pequena glândula na pelve, encontrada apenas em homens.

Mais ou menos do tamanho de um noz, ela está localizado entre o pênis e a bexiga e envolve a uretra.

A principal função da próstata é produzir um fluido branco espesso que cria sêmen quando misturado com o esperma produzido pelos testículos. A próstata também produz o PSA, uma proteína normalmente sintetizada no tecido prostático que pode estar aumentado em algumas condições específicas.


Por que o câncer de próstata acontece?

As causas do câncer de próstata são desconhecidas. Mas certas coisas podem aumentar o risco de desenvolver a doença.

As chances de desenvolver câncer de próstata aumentam conforme você envelhece. A maioria dos casos se desenvolve em homens com 50 anos ou mais.

Por razões ainda não compreendidas, o câncer de próstata é mais comum em homens afro-caribenhos ou de ascendência africana, e menos comum em homens asiáticos.

Homens cujo pai ou irmão foram afetados pelo câncer de próstata correm um risco ligeiramente maior.

Pesquisas recentes também sugerem que a obesidade aumenta o risco de câncer de próstata.

Saiba mais sobre causas do câncer de próstata


Testes para câncer de próstata

Não existe um teste único para câncer de próstata.

Todos os testes usados ​​para diagnosticar o câncer de próstata têm benefícios e riscos que seu médico deve discutir com você.

Os testes mais comumente usados ​​para câncer de próstata são:

● Exames de sangue (PSA)
● Exame físico da próstata (conhecido como exame retal digital ou toque retal)
● Ressonância magnética
● Biopsia de próstata

Teste de PSA

O exame de sangue, denominado teste de antígeno prostático específico (PSA), mede o nível de PSA e pode ajudar a detectar o câncer de próstata em estágio inicial.

Homens com mais de 50 anos (45 entre negros e pessoas com histórico familiar) devem solicitar um teste de PSA.

O exame deve ser interpretado por um urologista pois o nível de PSA também pode ser aumentado por outras condições não cancerosas.

Se você tiver um nível de PSA elevado, pode ser oferecido um exame de ressonância magnética da próstata para ajudar os médicos a decidir se você precisa de mais exames e tratamento.


Como o câncer de próstata é tratado?

Para alguns homens com câncer de próstata, o tratamento não é necessário imediatamente.

Se o câncer está em um estágio inicial e não está causando sintomas, seu médico pode sugerir "espera vigilante" ou "vigilância ativa".

A melhor opção depende da sua idade e do seu estado geral de saúde. Ambas as opções envolvem monitorar cuidadosamente sua condição.

Alguns casos de câncer de próstata podem ser curados se tratados nos estágios iniciais.

Os tratamentos incluem:

● Remoção cirurgica da próstata
● Radioterapia - sozinha ou em conjunto com a terapia hormonal

Infelizmente alguns casos só são diagnosticados tardiamente, quando o câncer já se espalhou.

Se o câncer se espalhar para outras partes do corpo e não puder ser curado, o tratamento se concentra em prolongar a vida e aliviar os sintomas.

Todas as opções de tratamento apresentam o risco de efeitos colaterais, incluindo disfunção erétil e sintomas urinários, como incontinência.

Por esse motivo, alguns homens optam por adiar o tratamento até que haja o risco de o câncer se espalhar.

Tratamentos mais recentes, como ultrassom focalizado de alta intensidade (HIFU) e crioterapia, visam reduzir esses efeitos colaterais. Alguns hospitais podem oferecê-los como alternativa à cirurgia, radioterapia ou terapia hormonal mas a eficácia a longo prazo desses tratamentos ainda não é conhecida.

Saiba mais sobre tratamento do câncer de próstata


Vivendo com câncer de próstata

Como o câncer de próstata geralmente progride muito lentamente, você pode viver décadas sem sintomas ou sem precisar de tratamento.

No entanto, ele também pode afetar muito sua vida. Assim como os possíveis efeitos colaterais do tratamento, o diagnóstico de câncer de próstata pode, compreensivelmente, fazer você se sentir ansioso ou deprimido.

Pode ser benéfico conversar sobre a doença com sua família, amigos, um médico da família e outros homens com câncer de próstata.

Aprenda mais sobre: vivendo com câncer de próstata


Dr. Gustavo Battistetti

Formado na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Residência em Cirurgia Geral na Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande. Residência de Urologia na Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande. Título de especialista pela Sociedade Brasileira de Urologia (TiSBU).

Gustavo Battistetti - Doctoralia.com.br